ECOLOGIA E DIREITOS HUMANOS (3)

Dermi Azevedo – Editor e Jornalista Responsável

Degradação Social

A terra esta sendo degradada “pelas formas imediatistas de visão da economia”. Anualmente, milhares de espécies vegetais e animais desaparecem por causa da agressão do ser humano. Verifica-se um circulo vicioso em que a grande perdedora é a diversidade. As estradas os novos cultivos, as barragens e outras construções fragmentam-se de tal modo que as populações de animais não conseguem crescer.

Amazônia

Os pulmões do planeta – a Amazônia e a Bacia fluvial do Congo, assim como os grandes lençóis freáticos, representam muito para o presente e para o futuro da humanidade. O Papa adverte que é preciso impor um delicado equilíbrio, isto porque impõem-se enormes interesses econômicos internacional que “atentam contra as soberanias nacionais”. Pela primeira, vez em documentos deste tipo, um chefe de Igreja denuncia claramente as proposta de internacionalização da Amazônia aos interesses das corporações internacionais. Ele elogia também a atuação das ONGs que sensibilizam a opinião pública.

Os oceanos

A maior parte da água do planeta e da maioria dos seres vivos está sob ameaça. O uso inadequado destes recursos provoca a destruição de grande parte de a cadeia alimentar.

Qualidade de vida

O atual modelo de desenvolvimento afeta a vida das pessoas, como, por exemplo, o “crescimento desmedido” e a privatização dos espaços dificultam o acesso da cidadania aos bens de serviço. Essa perda da qualidade de vida reflete também na questão do trabalho, e na exclusão social. (continua)

Dermi Azevedo, Editor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *